Não haverá avanço contra corrupção se Renan comandar o Senado, diz Dallagnol

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da operação Lava Jato é contra votação secreta.

Coordenador da Força-Tarefa da Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol afirmou nesta 4ª feira (9.jan.2019) que, se Renan Calheiros for presidente do Senado, não haverá avanços de leis contra a corrupção.

“Tem contra si várias investigações por corrupção e lavagem de dinheiro. Muitos senadores podem votar nele escondido, mas não terão coragem de votar na luz do dia”, escreveu Dallagnol no Twitter.

Eis o tweet:

Deltan Dallagnol✔@deltanmd

Se Renan for presidente do Senado, dificilmente veremos reforma contra corrupção aprovada. Tem contra si várias investigações por corrupção e lavagem de dinheiro. Muitos senadores podem votar nele escondido, mas não terão coragem de votar na luz do dia.

ELEIÇÃO PARA PRESIDÊNCIA DO  SENADO

O procurador é contrário à eleição secreta no Senado, como é feita tradicionalmente. Em 19 de dezembro de 2018, o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello definiu em decisão liminar (provisória) que a votação para a presidência da Casa seja aberta.

Sugestão de Leitura: www.mises.org.br

Nesta 4ª, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, negou o pedido do deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) que desejava voto aberto na eleição para presidente da Câmara.

Toffoli deve decidir o mesmo para a eleição do Senado. Renan seria o principal beneficiado pela medida. O pleito está marcado para 1º de fevereiro.

Deltan Dallagnol✔@deltanmd

Autorizar a votação secreta subverte o dever dos políticos de prestar contas ao povo e o direito da sociedade de fiscalizar seus representantes. Estes não agem em nome próprio, mas em nosso nome.

RENAN COSTUMA CRITICAR DALLAGNOL

Renan também é crítico de Dallagnol. Em novembro de 2017, por exemplo, escreveu em seu perfil no Twitter que o país tem uma “legislação avançada contra a corrupção”.

“Tiramos o Ministério Público do papel. O que precisamos é evitar abusos e generalizações. Afinal, a natureza humana é diversa”, escreveu Renan.

Ver imagem no Twitter

Renan Calheiros@renancalheiros

Está errado, procurador! Já temos uma legislação avançada contra a corrupção, tiramos o Ministério Público do papel. O que precisamos é evitar abusos e generalizações. Afinal, a natureza humana é diversa. Dallagnol talvez não seja igual a Janot ou a Miller…

Não foi a única vez em que Dallagnol esteve na mira tuiteira de Renan. O procurador costuma ser 1 dos alvos de críticas do emedebista.

Por Richard Corrêa

Fonte: Poder 360

Publicado por Blog Foco News

Richard Corrêa, jornalista e publicitário natural de Curitiba Capital do Estado do Paraná, residiu, estudou e trabalhou também em Joinville, Santa Catarina. Atualmente reside e trabalha em Rio Branco, Acre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: